Celebramos as 3761 inscrições recebidas no Prêmio Educador Nota 10 – 2020!

Celebramos as 3761 inscrições recebidas no Prêmio Educador Nota 10 – 2020!

O Prêmio Educador Nota 10 foi criado em 1998 pela Fundação Victor Civita que, desde 2014, realiza a premiação em parceria com Abril, Globo e Fundação Roberto Marinho. Reconhece e valoriza professores da Educação Infantil ao Ensino Médio e também coordenadores pedagógicos e gestores escolares de escolas públicas e privadas de todo o país.

O Prêmio tem o apoio da Nova Escola, Instituto Rodrigo Mendes, UNICEF e BDO, e o patrocínio da Fundação Lemann e SOMOS Educação. Desde 2018, o Prêmio Educador Nota 10 é associado ao Global Teacher Prize, prêmio global de Educação.

Ao longo das últimas 23 edições foram recebidos mais de 75 mil projetos, e foram premiados 251 educadores, entre professores e gestores escolares, que receberam aproximadamente R$ 2,59 milhões.

Tudo sobre o Prêmio

O maior e mais importante prêmio da Educação Básica brasileira tem um site exclusivo: https://premioeducadornota10.org/

Caso tenha alguma dúvida, escreva para contato@premioeducadornota10.org.

Vencedores e finalistas de 2020

Conheça os 10 Vencedores do Prêmio Educador Nota 10 – 2020!

Conheça aqui os 50 Finalistas do Prêmio Educador Nota 10 – 2020!

Anos anteriores

Conheça aqui os projetos e os Educadores Nota 10 dos anos anteriores:

‘Os Valores que importam’, legado da 23ª Edição

Em um ano caótico, professores e gestores da Educação Básica precisam ser reconhecidos como profissionais essenciais. O compromisso dos Educadores Nota 10 e suas atitudes para garantir o aprendizado de seus alunos merece ser valorizado pela sociedade brasileira.

Há 23 anos o Prêmio Educador Nota 10 reconhece professores e gestores que valorizam a interação dos alunos com o mundo e seus problemas reais. E esse ano, com as dificuldades trazidas pela pandemia, precisamos mais uma vez ressaltar a importância dos profissionais de Educação que estão ajudando milhares de jovens a não perder o vínculo com a escola, a não desistir de estudar.

Faz um bom tempo que professor não é apenas quem ensina, nem aluno, aquele obedece regras ou decora fórmulas. Aprender e ensinar estão conectados em um processo respeitoso de escuta e de valorização entre professores e alunos.

Transformar conhecimento em sabedoria depende de motivação, envolvimento, reflexão, questionamento, experimentação. E criar uma atmosfera favorável à distância foi um desafio de proporções gigantescas nesse ano marcado pela pandemia.

As dificuldades que já assolam o cotidiano escolar somaram-se a outras de casa, como a ausência de ferramentas tecnológicas ou a limitação de acesso à internet. Em muitos casos, também falta até um canto para estudar e condições básicas de higiene e alimentação. Barreiras que se impuseram a pais, mães e responsáveis e também a professores e gestores, preocupados com a evasão, as lacunas de aprendizagem e a saúde emocional dos alunos.

Mesmo aquelas famílias mais privilegiadas perceberam que não há tecnologia que substitua um bom professor. Com o olhar apurado da docência, ele enxerga estudantes cheios de potencialidades. Com sua didática, incentiva e dá apoio para que eles avancem fazendo pesquisas no celular, interagindo com colegas em rede ou sozinhos com lápis e folhas de caderno.

Diante do distanciamento compulsório, ficou ainda mais evidente que a educação integral depende da corresponsabilidade entre famílias e profissionais qualificados, que tiveram que reinventar ou adaptar suas práticas. Reconhecer professores e gestores que exercem sua profissão com excelência é, desde o início, a grande missão do Prêmio Educador Nota 10. Abril, Globo, Fundação Victor Civita e Fundação Roberto Marinho caminham em forte aliança, com demais parceiros, há muitos anos para realizá-la. Avaliar os melhores projetos realizados em 2019 foi, mais uma vez, uma grande responsabilidade para 28 selecionadores, que analisaram quase 4000 inscrições. Cada relato recebeu um olhar cuidadoso e especializado, que considerou a relevância pedagógica de projetos docentes ou de gestão. Mais do que discutir critérios, a apreciação dos trabalhos selecionados (primeiro os 50, depois os 10) ocorreu de forma coletiva e comentada em reuniões virtuais.

Na fase final, todos os selecionadores tentaram responder à mesma questão-chave: por que essa iniciativa merece ser premiada? As análises de 2020 revelaram aspectos que apontam para a qualidade dos projetos. Compartilhamos a seguir atitudes de professores e gestores que se destacaram no processo de seleção. Essas ações fazem muita diferença no cotidiano escolar e são um legado dessa edição do Prêmio Educador Nota 10. Assim como os vencedores, esperamos que mais educadores brasileiros sejam capazes de:

• Assegurar o direito de aprendizagem de todos, diversificar metodologias, estimular a autonomia dos estudantes e a investigação científica;
• Acolher todos os estudantes de forma respeitosa, contribuindo com a autoestima e identidade;
• Incentivar a leitura e a escrita na escola e contribuir com a formação de uma comunidade leitora;
• Promover o diálogo e incentivar a participação das famílias e de toda a comunidade escolar. Desenvolver parcerias com instituições que apoiam o trabalho realizado pela escola, formando redes de proteção;
• Instituir processos de gestão democrática e participativa e contribuir com a formação cidadã dos estudantes;
• Ter um olhar sensível para práticas da infância e propor novas experiências e ambientes de aprendizagem;
• Estimular novos olhares para a história e cultura africanas para contribuir com atitudes antirracistas.

Esses são os principais destaques das práticas dos vencedores desta edição e eles apontam para um só fim: estimular e alcançar aprendizagens efetivas, motivo de orgulho e razão de ser de quem se dedica ao ofício de educar. O Prêmio Educador Nota 10 defende a valorização da educação de qualidade como único caminho para uma sociedade menos desigual, mais justa e inclusiva. Seus exemplos colaboram para que educadores de todo o país possam, cada vez mais, formar pessoas capazes de liderar suas vidas e apoiar outras, com consciência de suas ações e cuidado com o planeta. Que esse esforço se multiplique e dê milhares de frutos por esse Brasil afora.

—————————————————————————————————————-
O Prêmio Educador Nota 10 foi criado em 1998 pela Fundação Victor Civita que, desde 2014, realiza a premiação em parceria com Abril, Globo e Fundação Roberto Marinho. A edição de 2020 tem o patrocínio de Fundação Lemann, SOMOS Educação e BDO e o apoio de Nova Escola, Instituto Rodrigo Mendes e Unicef. Desde 2018, o Prêmio Educador Nota 10 é associado ao Global Teacher Prize, prêmio internacional de educação, realizado pela Fundação Varkey.