FVC esteve em Dubai acompanhando os maiores eventos de Educação do mundo

Este ano, a Fundação Victor Civita esteve em Dubai trazendo o conteúdo do Global Education and Skills Forum e do Global Teacher Prize para você, com Thomaz Souto Corrêa e Roberta Civita, conselheiros da Fundação Victor Civita.

Conheça mais sobre o Global Education and Skills Forum e o Global Teacher Prize, que acontecem anualmente em Dubai, com realização da Varkey Foundation.

Desde 2018, o Prêmio Educador Nota 10 é associado ao Global Teacher Prize.

 

Peter Tabichi (Quênia) é o vencedor do Global Teacher Prize 2019

Peter Tabichi, do Quênia, é o grande vencedor do Global Teacher Prize 2019! Parabéns Peter Tabichi e todos(as) os(as) finalistas!

Parabéns também à prof. Débora Garofalo, que ficou entre os 10 melhores do mundo, e o prof. Jayse Antonio, que ficou entre os top 50. Vocês já são vencedores!

Conheça mais sobre o projeto de Peter Tabichi em https://www.youtube.com/watch?v=i41XlsaDc-w.

 

Débora Garofalo ficou entre os finalistas do GTP 2019

Débora Garofalo desenvolve trabalhos de robótica com sucata no Ensino Fundamental e é a primeira mulher brasileira a ficar entre os 10 finalistas do Global Teacher Prize (GTP). Formada em Letras e Pedagogia, Débora é mestranda em Educação pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP) e trabalha como orientadora de informática educacional na EMEF Almirante Ary Parreiras. Débora Garofalo divide seus dias entre a sala de aula e o compartilhamento de práticas de tecnologia em sua coluna no site de NOVA ESCOLA e na rede Conectando Saberes.

Além de Débora Garofalo, na edição 2019 do prêmio outro brasileiro circulou entre os 50 finalistas:  Jayse Antonio da Ferreira, professor de Arte na EREM Frei Orlando, em Itambé (PE).Clicando aqui, você pode conhecer mais sobre o projeto de Jayse.

(Reprodução: Nova Escola)

Conheça mais sobre o projeto que a Professora Débora desenvolve:

 

Fotos tiradas no evento

Os grupos começam a trabalhar, e Débora vai de mesa em mesa.
Professores finalistas ao prêmio são apresentados aos participantes do evento.
Os grupos começam a trabalhar, e Débora vai de mesa em mesa.
Mensagem do fundador: na abertura da sessão de hoje do Global Teacher Prize, Sunny Varkey, fundador do Prêmio, disse que “a educação vai mudar mais nos próximos cinquenta anos do que nos últimos mil”.
Professores finalistas ao prêmio são apresentados aos participantes do evento.
Os grupos desenvolvendo seus robôs a partir de sucata.
A adesão é geral. Todas as mesas querem participar. Vejam cenas das pessoas em volta da Débora pedindo explicações.
Os grupos desenvolvendo seus robôs a partir de sucata.
Thomaz Souto Corrêa e Débora Garofalo.
Os grupos começam a trabalhar, e Débora vai de mesa em mesa.
Os grupos desenvolvendo seus robôs a partir de sucata.
Os grupos começam a trabalhar.
Os grupos desenvolvendo seus robôs a partir de sucata.
Cada finalista ministra uma aula aberta durante o Global Education and Skills Forum. No final da aula, Débora convida os assistentes, organizados em mesas de cinco ou seis, a montar um robô.
Mônica Weinberg, da Veja, entrevista Débora Garofalo.
Os grupos começam a trabalhar, e Débora vai de mesa em mesa.

 

 

 

Vídeos

Começou hoje, 22/03, no Hotel Atlantis, em Dubai, o Global Education & Skills Forum, que culmina com o Global Teacher Prize de 2019, um dos mais importantes prêmios internacionais dedicados à Educação. Competem professores do mundo inteiro. Entre dez selecionados, um levará o prêmio é um milhão de dólares para dedicar à Educação. Mais uma vez, o Brasil está entre os finalistas, com a professora Débora Garofalo. O jornalista Thomaz Souto Corrêa, conselheiro da FVC, está em Dubai acompanhando o evento. De lá, na companhia da conselheira Roberta Civita, eles estarão comentando os casos mais interessantes do evento. #FVCemDubai #GESF2019 #GlobalTeacherPrize2019