Logotipo Created with Sketch.

Elenir Novaes

Confira aqui mais informações sobre o trabalho.

Educadora Nota 10

2018

 (Milena Aurea/Nova Escola)

Estratégias e debates para resolver situações-problema

Elenir encorajou os alunos a argumentar e a pensar forma variadas de resolução de cálculos

Educadora Nota 10: Elenir Novaes
Escola Municipal Campos do Amaral
São Sebastião do Paraíso, MG
Matemática
Ensino Fundamental I

Projeto: De cor e salteado
Número de alunos: 23
Duração do trabalho: 3 meses
Resumo: No início do ano letivo, Elenir achava difícil imaginar seus alunos do 3º ano resolvendo cálculos mentalmente. Eles não abriam mão da conta armada e se equivocavam durante o processo de resolução. Além disso, mesmo alcançando resultados muito distantes do correto, não percebiam seus erros: estavam presos a um fazer mecânico. Diante desse cenário, a professora resolveu trabalhar as propriedades das operações e regularidades do sistema de numeração decimal, relacionando esses conteúdos ao trabalho com o cálculo mental. Um dos aspectos centrais do seu trabalho foi dar voz às crianças para que explicassem o que haviam pensado para alcançar o resultado dos cálculos. Elenir também trabalhou com a memorização de alguns resultados, considerando que os mesmos poderiam servir de apoio a outras resoluções. Dessa maneira, a turma passou a confiar mais nas próprias possibilidades de resolução e a resolver cálculos de forma que compreendesse o que estava fazendo. Agora, todos lançam mão de outras estratégias, como a decomposição e a sobrecontagem.
Por que o trabalho foi premiado? “O projeto de Elenir se destacou pelo reconhecimento e fundamentação sobre a importância do ensino do cálculo mental. Também por favorecer uma atitude positiva dos alunos em relação à Matemática. Além disso, é um bom exemplo de como diversos aspectos de didática da área são levados à sala de aula, destaco: o reconhecimento do uso de estratégicas variadas por parte dos alunos para resolver as situações propostas; o compartilhamento sobre o que e como pensam os alunos para calcular; as discussões/trocas como parte do processo de ensino e aprendizagem; o entendimento do que pensam os alunos, por parte do professor, para planejar situações de ensino; valorização da compreensão e não a repetição de procedimentos. Elenir também soube mostrar como a memorização de alguns cálculos pode ser importantes para que os alunos sigam aprendendo, oferecendo ferramentas para que as crianças ficassem mais confiantes em seus próprios saberes e em suas possibilidades em seguir aprendendo.” Lilian Marciano é assessora sobre o ensino e a aprendizagem de Matemática no Fundamental I e selecionadora do Prêmio Educador Nota 10